Quase Blog

Posts Tagged ‘amor

papai-noel.gif

Batem os sinos lá fora
e aqui dentro eu até acredito
que papai noel existe
doce ilusão, pra quem nunca ganhou presente
Ruas enfeitadas…
arvores e luzes coloridas
Sim, é natal…
e a cidade veste uma roupa de alegria
Em que loja foi comprada
agora isso pouco importa…
mas nem tudo são meias e lareiras
e outros mundos se escondem, atras das portas
papai noel, pai do céu
e crianças sem pais não rimam
mas se encontram nas ruas
em corações que nunca se aproximam
é natal, jesus nasceu…
muitos dizem que não
a historia é montada, sim ele veio
mas foi em outra estação…
Porém não é isso o que importa
que venham os presentes e tudo mais
mas oque desejo de toda a alma…
que desça a Terra, a estrela da paz!
FELIZ NATAL!

Anúncios

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.
De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.
De repente não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.
Fez-se do amigo próximo, distante.
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente não mais que de repente.

(tio Vinicius)

Por q a gente sofre tanto com o fim…

ateh mesmo com os ja previstos???

Adeus mundo insano…

volto eu dpois, com uma nova cara de pano rs

Hoje a poesia tirou ferias

mas ainda restou a canção

a vida nem sempre é bela

mas batendo ao compasso do coração

as notas se encontram

as rotas se refazem

e no seu beijo- um novo eu

Melhor do que ja fui um dia

Nem tanto, que não possa mais brilhar

evolucionario, talvez miragens…

mas tudo faz sentido

as peças, ate mesmo que faltam

se encaixam, quando voce esta comigo

e hoje o mundo poderia congelar

Deixar esse segundo eterno

pois a vida, essa ja valeu a pena

encontrando repouso nos seus braços

num abraço, acordar em tempo

de olhar aos céus, e dar graças por voce existir!

Não sei mais como disfarçar
E fingir que esta tudo bem
Se você que me trás a paz
Esta tão longe do meu templo
 
Eu confesso nunca tive coragem
Para ser quem realmente eu sou
Mas você me fez sorrir de novo
E sem saber, você curou minha dor
 
E me trouxe o medo de não ser 
Tudo aquilo que você mereça
E na sombra da minha ausencia, alguem brilhar
O mundo girar, e você me esqueça 
 
E na minha indecisão
Esse coração aqui quebrou
e os pedaços que restaram
estão guardados dentro do seu bolso
 
Cuide bem deles
Cuide bem de você
Por que eu sou a consequencia
Não consigo chorar quando você sorri
E não ha alegria, se não cantar comigo
 
Você sem querer regou meus sonhos
E eles ja querem florir
é so você quem vai repartir os frutos
e sem o seu sol, em mim não havera outono

E quase um grito...

Ausência…

me afastei por uns dias... estou mudando aos poucos o quase e pretendo voltar em breve. Por enquanto estou aqui: Palavras ao Vento!

Leia os novos artigos deste blog em seu leitor de feeds ou clique no link abaixo, digite seu email na janela que irá surgir e receba as postagens em seu email.

setembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Blog Blogs

Pingar o BlogBlogs Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Blog Stats

  • 18,544 hits