Quase Blog

Archive for novembro 2007

Hj o dia passou ao som da Reação (cd febre cofessional) =[…. e ja é tarde demais, porém não me arrependo de nada e por mais que eu pareça um idiota, gostei de amar vc…. por hj ¬¬ ADEUS!

(clipe postado mas sem que eu tenha visto rs, assumi o risco)

Ultimamente tenho descoberto algumas coisas… Descobri que amo ser chamado de bobo por quem eu gosto, que amores platonicos as vezes podem ser correspondidos (e nem ser tão platonicos assim), que sonhos de padaria não iludem, porem são muito menos saudaveis (e engordam =), que é muito facil falar a coisa certa a fazer… o dificil é ter a mesma opnião amanhã, que não importa o quanto as coisas mudem de horario, eu sempre vou chegar atrasado, tambem aprendi que a vida pode ser levada por uma ilusão, mas não dá pra viver apenas de ilusões…, que eu odeio wisky, mas que uma dose pode ser o começo de uma boa festa, que se você tiver a sorte da cerveja ser skol …não comemore… ela estará quente (tambem prefiro refri ou vinho ;), aprendi que não há distância que seja grande demais para o amor e adoraveis amizades, e que aquele amigo(a!) com quem voce pode contar, que esta mais disposto a te ouvir, nem sempre você conhece pessoalmente, que hoje sou muito melhor do que era ontem, mas menos do que posso ser, E por fim, acima de tudo, descobri que ainda tenho muito a aprender sobre mim mesmo =)…”post ainda em construção”

“Quando a gente acha que encontrou todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas…” 

Que bom viver, como é bom sonhar
E o que ficou pra trás passou e eu não me importei
Foi até melhor, tive que pensar em algo novo que fizesse sentido
Ainda vejo o mundo com os olhos de criança
Que só quer brincar e não tanta “responsa”
Mas a vida cobra sério e realmente não dá pra fugir

Livre pra poder sorrir, sim
Livre pra poder buscar o meu lugar ao sol

Um dia eu espero te reencontrar numa bem melhor
Cada um tem seu caminho, eu sei foi até melhor
Irmãos do mesmo Cristo, eu quero e não desisto
Caro pai, como é bom ter por que se orgulhar
A vida pode passar, não estou sozinho
Eu sei se eu tiver fé eu volto até a sonhar

Livre pra poder sorrir, sim
Livre pra poder buscar o meu lugar ao sol

O  amor é assim, é a paz de Deus em sua casa
O amor é assim, é a paz de Deus… que nunca acaba
Nossas vidas, nossos sonhos têm o mesmo valor
Nossas vidas, nossos sonhos têm o mesmo valor
Eu vou com você pra onde você for
Eu descobri que é azul a cor da parede da casa de Deus
E não há mais ninguém como você e eu

A vida é algo transcendente, mas com dente e sem transporte eu sigo numa montanha russa infernal de emoções…

Errando sempre pra me encontrar e pagando por isso, o caro preço de se sentir o alvo… Não é facil ser humano, mas eu vou aprendendo… melhor, vivendo e não aprendendo!

Sou mais um tentando amar ME como a TI  mesmo, pra não depender tanto do sorriso dos outros pra viver. Mas temendo mais que tudo as trevas da solidão, a sombria morte enquanto há vida…

E aquele garoto que iria mudar o mundo, agora assiste a tudo, em cima do muro, estou me debatendo como um louco pra me livrar dessa paralisia, mas o meu muro de Berlim ficou muito alto, e a escada que me trouxe até aqui esta tão longe (mas ela tambem não tem culpa, zero ao nivel do mar, e zero a cem metros de altura é nada do mesmo jeito), agora so me resta pedir resgate, se bem que eu gosto de estar nas nuvens, só que eu quero voar. Não tente me entender, por que eu mesmo ja desisti, cansei de pensar e agora apenas sinto…. e me iludo no meu mundinho paralelo.

“PINTOU ESTRELAS NUM MURO E TEVE O CÉU AO ALCANCE DAS MÃOS” (Helena Kolody)

Pra ser sincero Não espero de você
Mais do que educação Beijo sem paixão
Crime sem castigo Aperto de mãos
Apenas bons amigos…Pra ser sincero Não espero que você Minta!
Não se sinta capaz De enganar
Quem não engana A si mesmo…Nós dois temos Os mesmos defeitos
Sabemos tudo A nosso respeito
Somos suspeitos De um crime perfeito
Mas crimes perfeitos Não deixam suspeitos…

Pra ser sincero Não espero de você
Mais do que educação Beijo sem paixão
Crime sem castigo Aperto de mãos
Apenas bons amigos…

Pra ser sincero Não espero que você Me perdoe
Por ter perdido a calma
Por ter vendido a alma Ao diabo…

Um dia desses Num desses Encontros casuais
Talvez a gente Se encontre
Talvez a gente Encontre explicação…

Um dia desses Num desses
Encontros casuais Talvez eu diga:
-Minha amiga Pra ser sincero
Prazer em vê-la! Até mais!…

Nós dois temos Os mesmos defeitos
Sabemos tudo A nosso respeito
Somos suspeitos De um crime perfeito
Mas crimes perfeitos Não deixam suspeitos…

Meu coração pulsa o teu nome
é estranho não sei decifrar
o compasso que faz  o meu ritmo
e me desfaço nas tuas lembranças
na estranha memoria do que nunca tive
mas sempre sonhei
 
… ??? …
 
Faço impossiveis promessas
e engano a mim mesmo
pintando estrelas no muro
para ter o ceu ao meu alcance 
e te sentir,  perto mesmo tão distante…
 
… ??? … 

E quase um grito...

Ausência…

me afastei por uns dias... estou mudando aos poucos o quase e pretendo voltar em breve. Por enquanto estou aqui: Palavras ao Vento!

Leia os novos artigos deste blog em seu leitor de feeds ou clique no link abaixo, digite seu email na janela que irá surgir e receba as postagens em seu email.

novembro 2007
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Blogs

Pingar o BlogBlogs Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

Blog Stats

  • 18,544 hits